Quem sou eu?

Minha foto
Descubra-me depois que adentrar na minha poética.

segunda-feira, 16 de junho de 2014

INSTANTE

" Quando a luz dos olhos meus/ E a luz dos olhos teus/ Resolvem se encontrar" 
Vinícius e Toquinho

Olho no olho
Brilho
Como poeira de ouro
Em batea de garimpeiro

Corpo no corpo
Fogo
Como toras de lenha
No fogão em brasa

Boca e pele
Carinho e delicadeza
Como água escorrendo fresca
No corpo tépido

O instante de tudo
Se dá tão efêmero
E tão marcante
Tudo num instante

E o inevitável(?) acontece
Em pequenos lances de vida
Em grandes laços
Laços deselaçam

Olho Corpo Boca
Partes de um todo
A ser descoberto
Explorado, decifrado

Quantos mistérios
Quantos medos
Quantas questões
E um instante

Que pode ser ou se desfaz em sonhos
Em brumas e suspiros
Em madornas ao entardecer 
Ou na embriaguez de um copo

Loucura Desejo Segredo
Incontido momento
Que o tempo não apaga
E que num instante está

No olho brilhando e sorrindo
No corpo trêmulo e aquecido
Na boca que teima em não falar
No beijo pueril cheio de pura malícia

Tudo
Num instante

Bia Crispim


 

Nenhum comentário:

Postar um comentário