Quem sou eu?

Minha foto
Descubra-me depois que adentrar na minha poética.

domingo, 21 de setembro de 2014

AMO-TE NO AGORA

Amo-te
Num tempo presente
Simples
Contido, imenso
E sufocador
Como toda dor
Que o amor traz

Amo-te
Com forças descomunais
Viscerais
Dores no abdômen
No ventre
No coração
Na glote

Amo-te
Asmaticamente
Sem ar
Sem forças
Forças destruidoras
Titânicas

Abismo-me em mim
No que me consome:
AMOR


Bia Crispim

Nenhum comentário:

Postar um comentário