Quem sou eu?

Minha foto
Descubra-me depois que adentrar na minha poética.

sexta-feira, 26 de setembro de 2014

ERA PRA SER

Quando teu desejo
Pulsa dentro de um outro alguém
Meu peito se dilacera
Se punge de dor que dói além

Daquela que um ser que ama
Não poderia merecer

Num coração apaixonado
Devia Deus não permitir
Pra não causar dó
Amor assim poder existir

E só assim, o ser que ama
Pararia de sofrer

Desse jeito
Era pra ser.

Bia Crispim

Nenhum comentário:

Postar um comentário