Quem sou eu?

Minha foto
Descubra-me depois que adentrar na minha poética.

domingo, 21 de setembro de 2014

SÓ (QUEM SABE?), SABE!

Só (quem sabe?) o que queima
Sabe
O que aperta e destroça e desoriente

Só (quem sabe?) o amor
Sabe
Da dor dilacerante que é estar perto

Só (quem sabe?) da distância
Sabe
O que a proximidade pode criar

Só (quem sabe?) do controle
Sabe
Do desejo de se atirar e ver o que dá

Sabe
Do repúdio e da atração
Do receio e do desejo
Do afastamento e da aproximação

E de mais solidão

Só 
Quem sabe?
Sabe!

Bia Crispim

Nenhum comentário:

Postar um comentário